Livro da EMGE

Deixe sua história fazer parte do Livro da EMGE: uma coletânea das histórias bem vividas em 2017

 

Caros alunos e professores,

Na primeira reunião de curso, em fevereiro, descobrimos que fazemos parte de uma escola que ‘já nasceu grande’.  Realmente, pudemos comprovar isso ao longo deste ano que ainda nem acabou, mas já deixou marcas. Já estamos com saudades! Em tão pouco tempo vivenciamos experiências intensas, repletas de alegrias, tristezas, parcerias, medo, insegurança, entusiasmo, amizade, nervosismo, desafios, sucesso, surpresas e… muitas emoções. Esse misto de sentimentos já faz parte da nossa história e da história da EMGE.

Por isso, acreditamos que não devemos deixar passar em branco esse primeiro ano tão marcante. Precisamos comemorar de um jeito diferente, um jeito EMGE de ser, e contamos com sua ajuda, como sempre, especial. Vamos produzir um livro, uma coletânea das histórias bem vividas no ano de 2017. O gênero pode ser poema, crônica ou conto. Não importa… o essencial é resgatar das nossas memórias aquele fato marcante, engraçado, triste ou aquela lembrança que guardamos com carinho…

Além do momento inicial de produção de textos, você pode participar de etapas posteriores da criação como: ilustração, elaboração da capa, sugestão e escolha do título do livro.

Contamos com sua participação!!! Procure-nos!!!

Profa. Aline e Profa. Cida

Tecnologia nuclear

Quais as diferenças entre um submarino nuclear e um submarino convencional? Como acontece o funcionamento de uma usina PWR? Por que o vaso de um reator nuclear é fabricado em aço-carbono? Na segunda-feira (23), alunos da Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) visitaram a ExpoINAC, feira que integra as atividades da Conferência Internacional Nuclear do Atlântico (International Nuclear Atlantic Conference – INAC 2017).

A atividade foi proposta pela professora Aline Oliveira, coordenadora do curso de Engenharia Civil, que orientou os estudantes durante a visita. A cada estande, várias perguntas e curiosidades foram respondidas pelos expositores, proporcionando uma entusiasmada troca de conhecimentos.

Veja a notícia completa e o álbum de fotos! 

Aperfeiçoamento

No dia 8 de novembro, a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) promoverá a oficina ‘Como estudar melhor na Engenharia’. A atividade é aberta a todos os alunos, que devem se inscrever no Portal Acadêmico. A participação valerá 3h de atividades complementares na área de Ensino.

 

 

Movimento Ecos

Estudantes, professores e diretores de 29 instituições de ensino participarão de caminhada ecológica no próximo sábado (21), em Belo Horizonte. O objetivo é conscientizar a população belo-horizontina para a preservação do meio ambiente, com destaque para a ‘Pegada Ecológica’. Criada em 1996, a metodologia avalia a pressão do consumo das populações humanas sobre os recursos naturais. 

“A Pegada Ecológica é uma forma de contabilidade ambiental. Ela mede a utilização dos recursos naturais e está relacionada diretamente com os hábitos de vida de uma população”, explica Francisco Haas, integrante do Movimento Ecos e professor da Dom Helder Escola de Direito.

Veja a notícia completa! 

Campus II

Com intuito de interação e confraternização, os alunos do 1º e 2º período de Engenharia da EMGE participaram do Encontro Acadêmico, no último sábado (7), promovido pelo Núcleo de Ensino Personalizado (NEP). O encontro aconteceu no Campus II, localizado no município de Brumadinho.

Veja a notícia completa!

Trabalho Interdisciplinar

A estudante Deborah Matos, do 2º período C, foi a vencedora do concurso promovido pela Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) para escolher uma logomarca para o Trabalho Interdisciplinar. De acordo com Deborah, a proposta inicial foi representar as disciplinas que possuem maior peso no trabalho: Geometria Descritiva e Desenho Técnico, ministrada pelo professor Luiz Angrisano, Português, lecionada pela professora Maria Aparecida Mendes Cota, e Química, a cargo da professora Aline Oliveira, coordenadora do curso de Engenharia Civil. 

Veja a notícia completa! 

Gestão do tempo

A Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE) promoverá oficina sobre gestão do tempo na próxima quarta-feira (4/10), às 17h, na sala 82. A atividade será ministrada pelo professor e pedagogo Adair Rocha. Os interessados devem ser inscrever pelo Portal Acadêmico.

Participe! 

Congresso

Por Patrícia Almada
Repórter DomTotal

Qual o segredo do sucesso? Como buscar ser o melhor estudante? Qual melhor caminho a seguir? Muitas destas perguntas puderam ser respondidas na noite desta quinta-feira (14) durante o Congresso do Conhecimento, que debateu o tema “Técnicas exitosas de estudo”. O evento é promovido pela Dom Helder Escola de Direito e a Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE).

“Ache seu lugar para garantir a excelência e perfeição”. A avaliação é de um dos palestrantes da noite, o jornalista e advogado Clóvis de Barros Filho. Arrancando gargalhadas do auditório, Clóvis conversou com os participantes do evento, de maneira bem-humorada, citando filósofos como  Epicteto, Platão e Sócrates, sobre como superar os percalços da vida e quais objetivos devem ser traçados.

“Não há como identificar o valor da nossa presença neste auditório, por exemplo, se não tivermos muito claro na cabeça onde a vida deve nos levar. Porque dependendo do que você quiser da vida, estar aqui é completamente inútil. Agora, provavelmente, se você mudar de destino, estar aqui pode ser valioso”, disse Clóvis.

Clique aqui, confira a matéria completa e o álbum de fotos!

Conhecimento

Rômulo Ávila
Repórter Dom Total 

Aprender ou aprimorar idiomas, entender novas culturas e conhecer metodologias diferentes de ensino foram alguns dos assuntos apresentados na tarde desta quinta-feira a estudantes que participaram da oficina de intercâmbio, atividade que abriu os trabalhos da tarde do segundo dia do Congresso do Conhecimento, evento inédito realizado pela Dom Helder e Escola de Engenharia de Minas Gerais (EMGE), em Belo Horizonte. 

Organizada pelo Centro de Simulação (CSI) da Dom Helder, a oficina atraiu dezenas de estudantes. Atentos e interessados, eles tiraram dúvidas sobre como, onde, quando e quanto custa fazer um intercâmbio. Representantes das empresas Campus France, Central do Estudante e AIESEC explicaram o caminho para quem busca experiência internacional. Após as palestras, os interessados tiveram atendimento personalizado. 

Clique aqui, confira a matéria completa e o álbum de fotos!